Armazéns do Vinho A-da-GordaFoi apresentado, no passado domingo, 5 de fevereiro, a obra da ciclovia que ligará A-da-Gorda a Óbidos e foi outorgado o contrato para a execução da empreitada de requalificação dos antigos Armazéns do Vinho de A-da-Gorda. Duas obras que vão servir as populações locais, mas, também, que pretendem fazer a ligação desta localidade aos muitos visitantes que a vila de Óbidos tem.

O presidente da Câmara fez questão de explicar todo o processo para que se pudesse chegar a este dia e estar a fazer a outorga do contrato. Humberto Marques começou por dizer que veio “a eleições com compromissos” e que procurou “sempre honrar esses compromissos, mas nem sempre isso foi fácil”.

Em relação a esta obra, o autarca revelou que, na ocasião, as obras podiam avançar, “mas só era possível conservar e não era possível fazer ampliações, por exemplo”. “Graças à minha teimosia”, e depois de um parecer jurídico, foi possível “redefinir” o processo. “Ficámos felizes porque defendemos, até à última instância, os interesses das populações”, confessou.

O autarca afirmou ainda que, apesar de todo este processo, “valeu a pena”, porque as populações “vão ter um equipamento para desenvolver as suas ideias, a banda passa a ter um espaço com dignidade para poder trabalhar, haverá espaços de laboratório, de criação de riqueza, de convívio, de lazer e de conforto social”.

Humberto Marques recordou ainda a sua promessa, feita há um ano, de que as obras dos antigos Armazéns do Vinho iriam começar em Abril de 2017. “Hoje estamos a assinar a minuta do contrato e falta apenas o visto prévio do Tribunal de contas, que demorará cerca de 30 dias.” “Assumi o compromisso e estou aqui para o honrar”, concluiu.

Recorde-se que este Espaço Ó de A-da-Gorda terá equipas multidisciplinares para ajudar as pessoas a criar e a desenvolver a sua própria ideia. Trata-se de um novo espaço que pretende integrar-se ainda mais no território e trazer à comunidade local uma nova ferramenta de desenvolvimento de projetos, produtos e pessoas. Será um projeto colaborativo, onde os saberes e as tradições locais, por exemplo, através de novas visões e abordagens, poderão ganhar novas formas e ser e uma mais-valia económica.

Ao todo, o edifício será composto por cinco infraestruturas, nomeadamente um auditório multiusos, uma área de trabalho/laboratório, um espaço de co-work e de escritórios, uma zona de habitação e uma área de serviços de apoio. O projeto vai ter um custo de 1 milhão de euros, comparticipados por fundos europeus, onde se acrescentam mais 100 mil euros para a construção da ciclovia, que ligará A-da-Gorda à vila de Óbidos.

Esta ciclovia é a terceira a ser construída no concelho, depois da primeira na zona dos empreendimentos turísticos e da segunda em Gaeiras, recentemente inaugurada. Esta infraestrutura terá um traçado com 2,5 metros de largura, mantendo-se a estrada que liga Óbidos a A-da-Gorda com 6 metros de largura. Todos os cabos aéreos passarão a ser subterrâneos, dando uma nova estética a esta via de comunicação.

- Press Release (PDF)

nnnnnn

Notícias

next
prev